Espaço reservado à reflexão sobre questões que nos incomodam e nem sempre tivemos com quem nos aconselhar. Reflete a opinião de quem, embora não seja dono da verdade, se esforça por ser um servo fiel dela. Existe algo que sempre o incomodou e que ainda não encontrou resposta satisfatória? Este é o seu espaço, você poderá perguntar o que quiser e eu lhe direi o que penso, embasado na Bíblia Sagrada. Trazer-lhe a Palavra de Deus e tirar a sua dúvida, ajudando-o (a) a refletir acerca de seu dia-a-dia é o que mais desejo. Você pode usar o espaço "comentários" para enviar suas perguntas ou, se preferir, mande-as via e-mail: pr.sandromarcio@hotmail.com e aguarde a publicação da resposta no blog.
Que Deus nos ajude!

quinta-feira, 12 de março de 2015

E se, os judeus tivessem aceitado Jesus como o Messias?


Amado irmão, o que aconteceria se ao invés dos judeus terem rejeitado Jesus colocassem-no num trono? Ele estabeleceria seu reino naquela época? Às vezes fico confuso quanto a isso, pois numa hora a Bíblia mostra claramente Jesus tentando se identificar com a profecias bíblicas apontadas para ele (mesmo assim foi rejeitado pelos seus), mas em outra parte, ela nos revela que o próprio Deus endureceu o coração dos judeus para que não reconhecessem Jesus como o Messias prometido, como entender isso? Entendo que o endurecimento veio da parte Deus para que o evangelho chegasse aos gentios. Sei que a Bíblia não se contradiz, mas e se os judeus tivessem reconhecido Jesus?
 
 
Aguardo ansioso a sua resposta! Desde já, obrigado!!
 
 
Boa noite, amado irmão, tudo bem contigo?
Quanto à sua questão, posso lhe dizer que, para Deus, não há “SE”, pois, toda a Sua vontade soberana, impreterivelmente se realizará; como disse Jó ao SENHOR:  “Bem sei que tudo podes, e nenhum dos teus planos pode ser frustrado” (Jó 42.2) e também afirmou o apóstolo Paulo:  “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito. Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou” (Romanos 8.28-30).
Para nós, em nosso entendimento humano e limitado, existem condicionais, probabilidades e possibilidades; contudo, ao contemplarmos a Soberania de Deus, vemos que tudo, exatamente tudo ocorre sob o seu divino querer e controle.
Não era a vontade de Jesus reinar em Israel na sua primeira vinda, como vemos em João 6.15: “Sabendo, pois, Jesus que estavam para vir com o intuito de arrebatá-lo para o proclamarem rei, retirou-se novamente, sozinho, para o monte”. Jesus veio para reinar e está reinando espiritualmente no coração daqueles que nEle crêem, como Ele explica em sua conversa com Pilatos:
“Tornou Pilatos a entrar no pretório, chamou Jesus e perguntou-lhe: És tu o rei dos judeus?
Respondeu Jesus: Vem de ti mesmo esta pergunta ou to disseram outros a meu respeito? Replicou Pilatos: Porventura, sou judeu? A tua própria gente e os principais sacerdotes é que te entregaram a mim. Que fizeste? Respondeu Jesus: O meu reino não é deste mundo. Se o meu reino fosse deste mundo, os meus ministros se empenhariam por mim, para que não fosse eu entregue aos judeus; mas agora o meu reino não é daqui. Então, lhe disse Pilatos: Logo, tu és rei? Respondeu Jesus: Tu dizes que sou rei. Eu para isso nasci e para isso vim ao mundo, a fim de dar testemunho da verdade. Todo aquele que é da verdade ouve a minha voz” (João 18.33-37).
 
Infelizmente, muitos ainda pensam que Jesus não foi totalmente bem-sucedido em Sua primeira vinda, pois os judeus não o receberam, e não entendem que essa rejeição não somente foi prevista como ordenada para que pela cruz os crentes fossem salvos. Jesus não veio nos dar a possibilidade de sermos salvos e sim para salvar, de fato, aqueles que nEle crêem os quais o Pai preparou e Lhe concedeu, como disse nosso Senhor: “É por eles que eu rogo; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me deste, porque são teus. Quando eu estava com eles, guardava-os no teu nome, que me deste, e protegi-os, e nenhum deles se perdeu, exceto o filho da perdição, para que se cumprisse a Escritura. Não rogo somente por estes, mas também por aqueles que vierem a crer em mim, por intermédio da sua palavra; a fim de que todos sejam um; e como és tu, ó Pai, em mim e eu em ti, também sejam eles em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste (João 17. 9; 12; 20 e 21).
 
Mas, o que dizer de João 3.16: “Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” ? Este texto não diz que Deus enviou Jesus para salvar a todas as pessoas do mundo e sim que Deus, por Seu amor, enviando Jesus havia de salvar as pessoas de todo o mundo que cressem em Seu Filho, mostrando que o amor de Deus não está restrito a Israel, mas se estende às pessoas de todo o mundo que Ele haveria de salvar pela fé em Cristo.
 
Deste modo, não havia a menor possibilidade de Jesus ser aceito pela maioria dos judeus e reinar fisicamente em Jerusalém em Sua primeira vinda, pois, se isso acontecesse não haveria cruz e nem salvação da humanidade. Lembremos das palavras do SENHOR: “Agora, está angustiada a minha alma, e que direi eu? Pai, salva-me desta hora? Mas precisamente com este propósito vim para esta hora” (João 12.27).
 
O apóstolo Pedro nos esclarece a esse respeito quando diz aos judeus presentes em Jerusalém, por ocasião do Pentecostes: “Varões israelitas, atendei a estas palavras: Jesus, o Nazareno, varão aprovado por Deus diante de vós com milagres, prodígios e sinais, os quais o próprio Deus realizou por intermédio dele entre vós, como vós mesmos sabeis; sendo este entregue pelo determinado desígnio e presciência de Deus, vós o matastes, crucificando-o por mãos de iníquos” (Atos 2., 22 e 23).
 
Espero tê-lo ajudado!
 
Um forte abraço,
 
Pr. Sandro Márcio  





Ps.
Em Sua primeira vinda nosso Senhor Jesus veio em sacrifício e humilhação, mas, Ele voltará em Poder e Glória e assim cumprirá cabalmente todas as profecias concernentes ao Seu Reino Eterno.
 
“Aquele que dá testemunho destas coisas diz: Certamente, venho sem demora. Amém! Vem, Senhor Jesus! A graça do Senhor Jesus seja com todos”. Apocalipse 22. 20 e 21
 

24 comentários:

  1. a resposta nao ficou muita clara afinal na hipotese se Jesus fosse aceito pelos Judeus o que seria dos Gentios ?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Israel era pra ser uma nação separada, era um povo escolhido de Deus para mostrar as outras nações que Deus é o único soberano, porém o povo instituiu rei sobre a nação de Israel ao qual atua-se juízes... (pois Deus não anula o livre arbítrio do seu povo),Então DEUS fez a promessa de um reinado eterno da linhagem de Davi ao qual o Senhor Jesus hoje reina eternamente.
      Se Israel aceitasse a Cristo como o Messias e ali ele estabelecesse seu reinado na terra obviamente que o plano seria as nações segui-Los pois desde Abraão Deus disse que "nele serão benditas todas as nações da terra" ( Gn 18:18)... Se não houvesse a cruz creio que a salvação ia se estender sim aos gentios, mas Deus tem seu plano original e ele faz como apraz a si.
      Glória a Deus que fomos alcançado pela sua misericórdia já vivendo no reinado espiritual de Jesus e aguarda o seu grande dia. Amém

      Excluir
    2. Irmã Adriana, se não houvesse a cruz, não haveria salvação!
      Lembre-se que no jardim do Getsêmani Jesus pediu ao Pai se havia outro jeito, contudo o silêncio de Deus indicou a cruz como a única maneira de alcançar e salvar o pecador, pois como diz as Escrituras, no Velho e no Novo Testamentos: Sem derramamento de sangue não há remissão de pecados!

      Excluir
    3. A Bíblia nos revela que nossos pecados faziam separação entre nós e Deus. E Isaías profetiza que o Messias seria morto pelas nossas iniquidades. Cristo veio ao mundo, não com a intenção de ser aceito e evitar a cruz, pelo contrário, Ele veio para que, pela Sua morte na cruz, todo aquele que O aceitasse, tivesse o seu castigo pago e o seu pecado perdoado, para que fosse verdadeiramente aceito como filho de Deus!

      Excluir
  2. Carlos, procurei demonstrar que era vital para o plano de salvação da humanidade que Cristo morresse na cruz, o que se deu pela rejeição dos judeus. No jardim do Getsêmani Jesus deixou claro que não havia plano B.
    Como podemos ver, não existe

    ResponderExcluir
  3. Não existe "se" quando tratamos do cumprimento do Plano de Deus; pois Ele ordena todas as coisas de tal modo que nenhum detalhe é deixado para trás. Daí a certeza que tem de salvação aqueles que nEle confiam.

    ResponderExcluir
  4. Se fosse diferente, ninguém teria certeza de salvação!

    ResponderExcluir
  5. Creio que o que ele quer saber, é como seria o mundo hoje se os judeus tivessem aceito a cristo. Por exemplo Deus não fez o homem pra viver no céu, e sim na terra como o ser humano se corrompeu no éden entregando-se a satanás e o domínio do mundo a ele, Deus teve que traçar um plano de salvação para a humanidade, o pensamento é que cada decisão humana, faz ou fez Deus traçar novos planos pra humanidade. Depois do Édem, o diluvio, plano de Deus= estabelecer um novo mundo a partir de um escolhido com sua familia, no meio deles um se perdeu! Cam, e sua prole trouxeram o caos ao mundo de novo, plano de Deus Abraão = um escolhido para que por meio dele surgisse um povo para estabelecer o reino de Deus sobre a terra. um plano que vigorou até os Dias de samuel, quando o povo rejeitou a Deus como rei e escolheu o homem que fosse seu rei magoando profundamente a Deus. novamente Deus muda seu plano, e no tembo de bons e maus reis, por meio dos profetas maiores e menores Deus começa a falar de um redentor da Alma porque parece que não importa o que Deus faça parece que o homem carrega em sua carne o dna de satanás para se rebelar e se afastar de Deus, então plano = o messias Um salvador e redentor da alma visto que o homem viveu a rejeitar um reinado físico como Deus sendo soberano nos céus, agora Deus traria um reinado que se instalaria nos corações dos homens fazendo assim uma separação dos que queiram viver na justiça daqueles que não querem, plano da salvação se estabelecia da seguinte forma . De Adão a moisés a lei da justiça da consciência. os que agiam com justiça eram salvos, os que não iam para o tormento eterno, de moises a jesus, a salvaçao vinha da pratica da palavra nas leis de moisés, visto que a lei não podia aperfeiçoara o homem, então Deus trouxe um plano de amor paz e justiça. jesus para que todos aqueles que o recebessem como salvador pudessem receber o reino de Deus dentro deles e poderem contemplar a salvação no novo reino que Deus foi preparar, e porque este plano Deus criou ? visto que os homems pende pro mal, eles mesmos destruiriam a terra com a tecnologia a ciência as armas as bombas nucleares o desrespeito com o clima a destruição da camada de ozônio fazendo o mundo perder o equilíbrio trazendo catástrofes sobre toda a atmosfera.onde o mar não obedece seus limites nem mesmo a natureza sua ordem. resultado destruição. sabendo disso ele foi preparar um novo reino a nova jerusalém que tem medida por todos os lados a bíblia não fala que os céus tem limites mas sim a cidade a nova jeruzalem deixando claro que é apenas para um numero seleto de pessoas, apenas aqueles que aceitam o reino de cristo em seu coração. o homem destrói o mundo. e cristo declara eis que faço novas todas as coisas, novos céus e nova terra pois este mundo foi destruído. não que Deus vai construir outro planeta terra mas ele ira reformula este planeta visto que os perversos não mais habitarão este mundo. ele traz a cidade santa do céu e habitara com os homens sobre a terra . eu do risada sabia.... todo este trabalho pra ir pro céu e depois vamos todos voltar pra terra. kkkk Deus é maravilhoso. assim se finda o plano de Deus pra salvação do home. com respeito a duvida Carlos Não da pra definir biblicamente como seria, pois Deus sempre agiu em favor do homem mudando seus planos para a salvação dos mesmos, os planos de Deus se esgotaram para um reinado, ou seu reinado neste mundo, tentei mostrar aqui que deus tentou de todas as formas, a sua resposta esta no que deus ja fez, não no que poderia fazer, ou como seria, só nos resta imaginar que realmente seria maravilhoso. eu Também me ponho a imaginar já pensou se quem tivesse morrido fosse Caim e Não Abel seriamos hoje um reino de Adoradores com sacrifícios perfeitos de Nossas Vidas Deus o Abençoe.

    ResponderExcluir
  6. Caro amigo Deverson, eu entendi que o leitor queria uma ideia de como seria se os judeus aceitassem a Jesus;contudo, procurei demonstrar que isto ia contra o plano eterno de Deus revelado nas Escrituras. Tudo está tão interligado na Palavra prometida pelo Senhor, que se algo caísse por terra, nada mais estaria seguro.

    Mas, talvez o amigo não tenha percebido, mas do modo como você reinterpretou os fatos bíblicos, acabou fazendo Deus parecer um mero marionete nas mãos dos homens rebeldes, um eterno escravo de um amor não-correspondido, sempre replanejando, replanejando e replanejando!
    Mas, não é assim o Deus da Bíblia, que traçou um plano eterno, que nunca foi e nem será mudado.
    Jó: 42. 2. Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido. - Bíblia JFA Offline
    Desde a eternidade Deus decretou a certeza da morte de Jesus para a salvação de pecadores escolhidos:
    Apocalipse: 13. 8. E adora-la-ão todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo. - Bíblia JFA Offline
    Efésios: 1. 4. como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; 5. e nos predestinou para sermos filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade, 6. para o louvor da glória da sua graça, a qual nos deu gratuitamente no Amado; 7. em quem temos a redenção pelo seu sangue, a redenção dos nossos delitos, segundo as riquezas da sua graça, 8. que ele fez abundar para conosco em toda a sabedoria e prudência, 9. fazendo-nos conhecer o mistério da sua vontade, segundo o seu beneplácito, que nele propôs 10. para a dispensação da plenitude dos tempos, de fazer convergir em Cristo todas as coisas, tanto as que estão nos céus como as que estão na terra, 11. nele, digo, no qual também fomos feitos herança, havendo sido predestinados conforme o propósito daquele que faz todas as coisas segundo o conselho da sua vontade, 12. com o fim de sermos para o louvor da sua glória, nós, os que antes havíamos esperado em Cristo; 13. no qual também vós, tendo ouvido a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, e tendo nele também crido, fostes selados com o Espírito Santo da promessa, 14. o qual é o penhor da nossa herança, para redenção da possessão de Deus, para o louvor da sua glória. - Bíblia JFA Offline

    2 Timóteo: 1. 9. que nos salvou, e chamou com uma santa vocação, não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e a graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos eternos, - Bíblia JFA Offline
    Tito: 1. 1. Paulo, servo de Deus, e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus, e o pleno conhecimento da verdade que é segundo a piedade, 2. na esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos eternos, 3. e no tempo próprio manifestou a sua palavra, mediante a pregação que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador; - Bíblia JFA Offline
    João: 17. 6. Manifestei o teu nome aos homens que do mundo me deste. Eram teus, e tu nos deste; e guardaram a tua palavra. - Bíblia JFA Offline
    João: 17. 9. Eu rogo por eles; não rogo pelo mundo, mas por aqueles que me tens dado, porque são teus; 10. todas as minhas coisas são tuas, e as tuas coisas são minhas; e neles sou glorificado. - Bíblia JFA Offline
    João: 17. 24. Pai, desejo que onde eu estou, estejam comigo também aqueles que me tens dado, para verem a minha glória, a qual me deste; pois que me amaste antes da fundação do mundo. - Bíblia JFA Offline

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da sua abordagem pastor e para corroborar com a sua ideia muito bíblica, que tal a de Em Cristo Deus fez de ambos(judeus e gentios) um só, portanto sem sacrifício, sem salvação para ambos.

      Excluir
  7. O amigo também se enganou ao pensar que antes de Jesus a salvação fosse obtida por observância da Lei ou de uma consciência pura. Jamais houve salvação por outro que não o Senhor Jesus Cristo, o Messias prometido que viria, veio e voltará!
    Romanos: 3. 10. como está escrito: Não há justo, nem sequer um. 12. Todos se extraviaram; juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. 18. Não há temor de Deus diante dos seus olhos. 19. Ora, nós sabemos que tudo o que a lei diz, aos que estão debaixo da lei o diz, para que se cale toda boca e todo o mundo fique sujeito ao juízo de Deus; 20. porquanto pelas obras da lei nenhum homem será justificado diante dele; pois o que vem pela lei é o pleno conhecimento do pecado. 23. Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; 24. sendo justificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, 25. ao qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça por ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos; - Bíblia JFA Offline

    Deste modo, em todo o tempo, tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, a salvação sempre foi pela graça de Deus, através de Jesus, a semente da mulher, o seu descendente que fora profetizado desde Genesis 3.15.
    Gênesis: 3. 15. Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar. - Bíblia JFA Offline

    1 João: 3. 8b. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para destruir as obras do Diabo.- Bíblia JFA Offline

    Espero ter ficado melhor explicado agora! Que Deus nos ilumine!!!

    ResponderExcluir
  8. o Fato é que citar versículos da bíblia da forma literal não trás o entendimento que o leigo necessita, acolhei o que é débil na fé não pra discutir opinião. se você da uma palavra também deve explicá-la Deus não é mesmo marionete do ser humano Deus é amor, e o seu amor pelo ser humano é tão grande que ele prospera em perseverar pela salvação do ser humano como esta escrito, se ele fosse egoísta bastaria tomar de volta o folego de vida que ele deu ao ser humano e toda carne expiaria, é preciso entender que depois que uma vida se vai nunca mais elá terá a oportunidade da salvação. se para ele mil anos é como um dia o que o faz pensar que que agir em favor da alma humana é ser escravo dele, e pra onde iam as almas antes de jesus vir ao mundo? se a graça de cristo ainda não havia se manifestado na terra? porque lazaro foi salvo e o rico foi pro inferno? a graça de cristo ainda não havia se manifestado. pra onde foi as almas justas que morreram no diluvio? e depois dele Deus não se arrependeu e fez uma aliança de não ferir mais a terra. é preciso estar no lugar do sofrido pastor ir evangelizar entrar no presidio evangelizar os marginalizados é preciso sair do campo teórico e ir pro físico, quando se vive a fé justa se consegue entender o sofrido e o perdido se o rapaz não compreendeu sua resposta o senhor deveria ter se esforçado um pouco mais para ajudá-lo. a letra mata o espirito vivifica só tem espirito quem vive a fé bíblica. Não disse que o senhor estava errado mas se ele não entendeu sua resposta é porque não esta no nivel de sabedoria do senhor. por isso o sr deve se esforça um pouco mais afinal acolhei o que é débil na fé. acho que eu sou débil então pra que discutir comigo Deus Abençoe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, caro amigo Deverson! Se, de algum modo lhe ofendi, ou pareci desprezar alguém, acredite que não foi minha intenção.
      Peço que se desarme!
      Não criei esse espaço para contenda de ideias ou tola exibição de conhecimento, na pretensão de identificar fortes e fracos, mas sim para entendimento mútuo da Palavra de Deus. Sou pastor de pessoas, e busco fazer isto com amor e zelo, pois tenho a responsabilidade de, conforme a iluminação que Deus me deu, prover alimento espiritual àqueles que me procuram.
      Quando cito as Escrituras, espero que leiam com atenção e reflitam, pois para mim, ela não é a letra que mata e sim a Palavra de Deus que faz muito mais do que satisfazer curiosidades, ela transforma vidas. Cada versículo mencionado é registrado aqui na intenção de que se compreenda a vontade do Senhor nosso Deus. Um pregador fiel da Palavra jamais poderá escolher os textos que gosta e desprezar aqueles que dos quais não se agrada. Temos que ensinar toda a vontade do Senhor, revelada na Bíblia! E, apesar das minhas falhas e limitações, é o que me esforço por fazer aqui, na sinceridade de quem busca servir a Deus! Apesar de nossas possíveis discordâncias, conte com o meu respeito e fique à vontade para se expressar!

      Excluir
    2. Quanto à dúvida acerca do destino dos crentes antes de Jesus vir ao mundo; como tentei explicar antes, digo que os crentes que viveram antes de Jesus foram salvos firmados na certeza do Messias que haveria de vir, como creu Abraão que disse: Deus proverá o cordeiro para o sacrifício; como ficou demonstrado mais tarde nas palavras de João Batista, apontando para Jesus: Eis o cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo!
      A salvação nunca foi pelas obras, sempre foi e será através da fé em Jesus Cristo, o Deus Filho.
      João: 1. 18. Ninguém jamais viu a Deus. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer. - Bíblia JFA Offline

      Excluir
  9. Olá paz e graça, com todo respeito ao irmão Sandro, suas respostas com textos isolados, identifica predestinação em todo instante, sabemos que Cristo é criado e arquiteto do pai desde a criação,é que reinaria perante aos filhos do altíssimo, mas as respostas do irmão Devilson , são claras e especificas, YAHU é amor, e por amor tem planos A,B,,,c e etc.., Israel era pra ser depois de outras alternativas como disse o irmão, uma nação exemplo as outras, povo escolhido, povo que YAHU ama, mas tropeçou e dava as costas ao eterno e por instantes já estava a adorar outros Deuses e se prostituir, YAHU então decide por meio de professias alertar e o último plano de salvação, enviado o verbo que se fez carne, para nós lavrar com seu sangue e se tornando o único sumo sacerdote. E com isso quebrando a parede espiritual, tornando os gentios agora Israel espiritual inchertados nas oliveiras , filhos órfãos adotados por Abraão por meio da promessa. Paulo até pregava aos gentios de modo a fazer ciúmes no povo que yahu tanto amava. Suponhamos que se aquela nação tivesse sido o que o eterno elaborou, tivesse conseguido vencer o mal, de qualquer forma teríamos o Rei Yeshua como rei das nações, e Israel seria espelho para as demais nações aceitando Cristo como rei, e abrindo as portas a quem crêsse, é quem não crêsse tivesse a mesma morte eterna, como diz o pai nosso venha a nós o vosso reino, é quem não quizesse participar se purificando de amor e glória e aceitando Yeshua como seu salvador seria banido , exterminado assim como foi vários povos que até mesmo não conheciam Yeshua e não aceitavam o eterno como criador,
    YAHU é amor, se Yeshua não tivesse vindo ou vindo e sendo aceito, o eterno teria dado direito tbm as outras nações e estrangeiros da salvação por meio da fé, assim como deu a Abraão, a David que era segundo o coração dele.
    Pastor era função e não cargo, teria que ficar por trás cuidando das ovelhas e bispos ministrando e todos podiam ministrar. Yeshua mandou que fossemos discípulos e fizéssemos discípulos, e a não chamar ninguém de Rabi e ninguém de mestre, em Efésios foi dado funções para edificação da igreja, e hoje não temos nenhuma denominação igual as primitivas. Um só pastor um só rebanho, e a única religião que o pai aceita, Tiago deixa bem claro.
    Yeshua é o caminho, pois todos estavam no caminho errado, ele é a verdade pois todos estavam cultivando a mentira, e ele é a vida, pois só teremos vida eterna através dele, do amor ao pai e amor ao próximo . A graça imerecida siguinifica os dois maiores mandamentos, resumi em Amor.
    A paz e graça a todos, eu penso assim, não quero ofender a ninguém.
    Maranata vem,

    ResponderExcluir
  10. Fique tranquilo, caro Celso!
    Neste blog há espaço para a discordância respeitosa.
    Cada um deve estudar a Bíblia com devoção e empenho, pedindo a iluminação do Espírito Santo. Afinal, somos responsáveis diante de Deus pelas conclusões e decisões que tomamos.
    Quando o amigo fala diz que eu vejo Predestinação em tudo, de modo algum me ofende, pois, realmente creio que a Bíblia a todo o tempo esteja nos apontando o completo e absoluto controle o que Deus tem sobre todas
    e as coisas. Entretanto, quando diz que uso versículos isolados, dá a entender que não sou correto na avaliação que fiz, ou que nem mesmo tenha buscado o real sentido das passagens em seus contextos. Se faz necessário que o amigo mostre então qual é o sentido correto de cada uma, para corrigir o meu erro.
    Sim, homens erram e devem ser corrigidos, para a glória de Deus!
    Contudo, com todo o respeito, percebi a ausência de um estudo dedicado e de coerência biblica nas coisas que afirmou.
    O amigo abertamente afirmou que o Filho foi criado, desfazendo assim da eternidade e divindade do Verbo, afirmadas nas Escrituras (João 1.1).
    Ao fazer isto, sem perceber, você colocou em insegurança toda a certeza de salvação em Cristo, pois se ele não passa de uma criatura, como poderia perdoar pecados cometidos contra Deus?
    Também houve falta de correção, e evidente desconhecimento da sabedoria e do poder de Deus quando você (acredito que sem querer) ensinou sobre um deus que costumeiramente muda seus planos.
    E, eu concordo contigo que Pastor é Mestre é só Jesus Cristo!
    Nós, chamados de mestres e pastores, só o somos de um modo extremamente diminuto. Na figura usada por nosso Senhor, de sua Igreja como ovelhas e dEle como pastor, eu me incluo satisfeito em outra figura do campo, a do cão pastor que auxilia no chamado das ovelhas; sabendo que, como igreja eu também sou ovelha de Cristo.
    Sei que para responder a pergunta em epígrafe, bastava que eu produzisse uma ideia qualquer do que seria se os judeus tivessem aceitado o Messias; contudo, não me sinto autorizado a dizer o que Deus não revelou; pois muito ao contrário, temos diversas advertências bíblicas de que Deus não é homem para mentir ou se arrependa!
    Agradeço a você, amigo Celso, pela gentileza de suas considerações!
    Que Deus nos ilumine!

    ResponderExcluir
  11. Olá pastor Sandro Márcio. me Edmilson Maia.
    Quero lhe parabenizar pelo seu empenho de querer responder as indagações dos nossos queridos amigos que tentaram de alguma forma discordar do seu pensamento das suas posições.
    Mas a Bíblia é muito clara nem o próprio Cristo agradou a todos.
    Com relação a pergunta, e se os judeus tivessem aceitado a Cristo
    Prefiro ficar com aquilo que diz a onde a Bíblia não tem voz nós não deveríamos ter ouvido.
    Portanto que Deus abençoe a cada um dos irmãos.
    E todos Fiquem na paz.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro irmão Edmilson Maia, fico muito honrado por sua participação e valioso incentivo à fidelidade às Escrituras Sagradas!
      Acredito que essas discussões acerca da Bíblia tem o seu valor, pois aqui podemos nos expressar livre e gentilmente, na esperança de que, postando e lendo os mais diversos pensamentos teremos ajuda real para a solução de problemas.
      E que Deus nos ilumine!!!

      Excluir
    2. O porquê do registro do apóstolo Paulo na primeira carta aos coríntios capítulo 2 versículo 8 ;" se a conhecessem nunca crucificaram ao Senhor da glória".?

      Excluir
    3. Creio que Paulo diz isto pelo simples fato de que quem reconhece a Jesus como seu Senhor, com certeza jamais apoiaria o julgamento injusto que culminou com a sua crucificação.
      Deste modo, ele não trata acerca das consequências que uma aceitação universal traria sobre as profecias, pois, por elas serem a verdadeira palavra de Deus, tal aceitação jamais se daria, e sim, tão somente a realidade de que quem o crucificou, de fato não o aceitou.
      Para que fique claro que tal hipótese jamais aconteceria, leiamos:
      Porque verdadeiramente se ajuntaram nesta cidade contra o teu santo Servo Jesus, ao qual ungiste, Herodes e Pôncio Pilatos, com gentios e gente de Israel,
      Para fazerem tudo o que a tua mão e o teu propósito predeterminaram;
      Atos 4:27-28

      Excluir
    4. Deus o abençoe , irmão Sandro Márcio.

      Excluir
    5. Amém, e a você e toda a sua família, cara irmã!

      Excluir