Espaço reservado à reflexão sobre questões que nos incomodam e nem sempre tivemos com quem nos aconselhar. Reflete a opinião de quem, embora não seja dono da verdade, se esforça por ser um servo fiel dela. Existe algo que sempre o incomodou e que ainda não encontrou resposta satisfatória? Este é o seu espaço, você poderá perguntar o que quiser e eu lhe direi o que penso, embasado na Bíblia Sagrada. Trazer-lhe a Palavra de Deus e tirar a sua dúvida, ajudando-o (a) a refletir acerca de seu dia-a-dia é o que mais desejo. Você pode usar o espaço "comentários" para enviar suas perguntas ou, se preferir, mande-as via e-mail: pr.sandromarcio@hotmail.com e aguarde a publicação da resposta no blog.
Que Deus nos ajude!

quinta-feira, 19 de maio de 2011

Um crente pode ir a shows?!?

Jônatas escreveu:

Pastor, gostaria de saber: Qual sua opinião a respeito de shows? Qual deve ser os critérios básicos adotados pelo crente ao se decidir assistir a um show?

Abraço!

Resposta:

Caro irmão Jônatas,

Sempre que tivermos alguma dúvida e antes mesmo de formar opinião, precisamos saber o que a Bíblia diz a respeito.



Há diversos textos nas Escrituras que mencionam as músicas e as danças como expressão de intensa alegria diante Deus, sendo bastante freqüentes em festividades religiosas. Todavia, enquanto a instituição e preservação do ministério dos cantores esteja bem atestada no Antigo Testamento, não há nenhuma referência bíblica sobre a prática de danças no templo. Quanto ao uso de músicas e danças tanto nas comemorações como nas brincadeiras infantis, a Bíblia trata como algo natural e aceitável.

É preciso que se diga que Deus não condena manifestações de arte e alegria, mas apenas quando elas estão a serviço da maldade, imoralidade ou qualquer outro pecado.

Como exemplo tomo esta história narrada por Mateus (14. 3- 10):



3 Porque Herodes, havendo prendido e atado a João, o metera no cárcere, por causa de Herodias, mulher de Filipe, seu irmão;

4 pois João lhe dizia: Não te é lícito possuí-la.

5 E, querendo matá-lo, temia o povo, porque o tinham como profeta.

6 Ora, tendo chegado o dia natalício de Herodes, dançou a filha de Herodias diante de todos e agradou a Herodes.

7 Pelo que prometeu, com juramento, dar-lhe o que pedisse.

8 Então, ela, instigada por sua mãe, disse: Dá-me, aqui, num prato, a cabeça de João Batista.

9 Entristeceu-se o rei, mas, por causa do juramento e dos que estavam com ele à mesa, determinou que lha dessem;

10 e deu ordens e decapitou a João no cárcere.



O evangelho revela que a performance daquela moça foi a motivação à prática de um terrível pecado.

Creio que também hoje em dia muitos shows têm servido de incitação à prática de coisas proibidas por Deus, como imoralidade, vícios, violência, linguagem obscena, etc.

É preciso que percebamos que tais artistas são, na verdade, “pregadores” de um estilo de vida ofensivo a Deus, e não nos deixarmos envolver ingenuamente pela beleza de sua arte. Assim, se um crente sabe de antemão que uma apresentação irá enveredar por estes lados, convém nem ir, e se acaso se surpreender com algo assim no meio do show, é melhor sair, como forma de protesto. Todavia, acredito que, como resultado da graça comum de Deus aos homens, ainda existe na terra muita coisa bonita e diversas músicas seculares que elogiam o amor entre o homem e a mulher, e a boa convivência entre as pessoas. Tais expressões artísticas são válidas e merecem nossa apreciação. Além disso, nunca é demais alertar quanto às tristes conseqüências das más companhias, que invariavelmente nos trazem transtornos por seus erros. Concluo dizendo que, para estas e outras situações, três coisas são imprescindíveis: conhecimento bíblico, oração e bom senso.

Um forte abraço,
Pr. Sandro Márcio

7 comentários:

  1. Gostei da resposta.. Quando Jesus "tocou" meu coração, no comeco eu não ia em shows e nem nada, aí comecei a ir com a minha amiga e achei legal.. O problema é q nos shows o pessoal ficava bebado, usava drogas escondido, beijava qlq uma( ou um), se divertiaa com o pecado. Eu vendo aquilo não fazia nada de errado, não bebia, não usava drogas.. E eu achei que estava tudo bem pq, eu ia no show mais eu n agia da mesma forma que os outros, então continuei. Mas é como se Deus falasse:Não vai no show, mais se vc for, eu não estarei responsavel pelas consequencias. Só que eu não ouvia, eu achava q tava td bem. E eu ia, e o ultimo que eu fui meus olhos se abriram, e eu vendo todo o pessoal bebendo, ficando com qlq um, usando drogas, etc.. eu pensei: Oq eu to fazendo aqui? Pq eu to aqui? E bateu um arrependimento mt forte no meu coracao por estar naquele lugar,e eu so fiquei pedindo perdao a Deus e orando no pensamento, no mesmo diaa que eu me "liguei" enquanto eu estava alii pensando,Teve a consequencia de eu estar ali.. Digamos que seja "assédio", pq não seria bem um assedio, dps disso, eu nunca mais fui em um show msm recebendo convite para ir. E eu li um versiculo: Tolos! Não sabeis que a amizade do mundo é inimizade contra Deus?

    ResponderExcluir
  2. Isto mesmo, irmã querida!
    Embora apresentações artísticas que não contenham tentações, não sejam erradas por si mesmas; se sabemos de antemão que seremos expostos a um ambiente pernicioso ou imoral, convém não ir para não nos tornarmos cúmplices e nem vítimas do mal!

    ResponderExcluir
  3. A paz do Senhor, querida irmã"!
    Achei muito salutar você buscar conselho, mesmo diante de uma oportunidade rara como essa de ver sua banda preferida tocar! Contudo, examine se, de fato seria uma perda não ir a esse show.
    Como a irmã pôde reparar, ir a shows por si mesmo não é errado, desde que não se envolva ou seja envolvida em coisas erradas. Pois aí é que se encontra o problema. A banda Green Day espalha uma mensagem de pessimismo, morte e desespero. Algo tão diferente da mensagem propagada pelo Evangelho de nosso Senhor!
    Repare na letra de "Basket Case" (Caso Perdido), onde o cantor diz que de tão pessimista que é procurou um psiquiatra e este lhe disse que era falta de sexo; então foi até uma prostituta que reclamou que o pessimismo dele a deixava deprimida (!?!)
    Ou ainda a desesperadora, tola e desrespeitosa "Jesus Of Suburbia", que manifesta completo desconhecimento e destemor pelas coisas de Deus (além de um clipe violento, com jovens drogados e recheado de palavrões).
    Ainda que a irmã não tenha vícios, deve ter cuidado com os hábitos que cultiva. Não acredito nesse novo ensino que diz que "fazendo isto ou aquilo estaremos dando legalidade ao diabo"; pois sei que ele jamais se preocupou com legalidade, sendo desde o início, ladrão, assassino e mentiroso, coisas nada "legais". Não vejo mal em cultivar boa música que fale das coisas lindas que Deus criou. Mas, convenhamos que não é o caso dessa banda! Oro a Deus que lhe dê forças para que isto não seja (ou para que finalmente deixe de ser) um vício em sua vida! Devemos nos afastar do mal em todas as formas como ele se nos aparecer!
    Que Deus lhe abençoe!!!

    ResponderExcluir
  4. Querida irmã, biblicamente não podemos afirmar que gostar de música secular seja pecado, mas, devemos rejeitar o pecado onde quer que ele se encontre, seja na música secular ou cristã.
    Efésios: 5. 11. e não vos associeis às obras infrutuosas das trevas, antes, porém, condenai-as.
    Romanos: 14. 22. A fé que tens, guarda-a contigo mesmo diante de Deus. Bem-aventurado aquele que não se condena a si mesmo naquilo que aprova. 23. Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque o que faz não provém da fé; e tudo o que não provém da fé é pecado.
    Que nosso Senhor a dirija e proteja do engano!

    ResponderExcluir
  5. Gostei do comentario, foi muito prazeroso na palavra do Senhor Jesus..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por sua visita!
      Que Deus lhe abençoe!!!

      Excluir