Espaço reservado à reflexão sobre questões que nos incomodam e nem sempre tivemos com quem nos aconselhar. Reflete a opinião de quem, embora não seja dono da verdade, se esforça por ser um servo fiel dela. Existe algo que sempre o incomodou e que ainda não encontrou resposta satisfatória? Este é o seu espaço, você poderá perguntar o que quiser e eu lhe direi o que penso, embasado na Bíblia Sagrada. Trazer-lhe a Palavra de Deus e tirar a sua dúvida, ajudando-o (a) a refletir acerca de seu dia-a-dia é o que mais desejo. Você pode usar o espaço "comentários" para enviar suas perguntas ou, se preferir, mande-as via e-mail: pr.sandromarcio@hotmail.com e aguarde a publicação da resposta no blog.
Que Deus nos ajude!

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Rá, Tim, Bum!

É Pique, É Pique, É Pique, É Pique, É Pique! Rá, Tim, Bum!!!

Tenho ouvido crentes sinceros perguntando: Podemos cantar o “Rá, Tim, Bum” no “Parabéns pra você”?

Ouviram dizer que “Rá, Tim, Bum” é uma antiga frase de magos persas que significa: “Eu Amaldiçoo Você!”.

Com um boato tão assustador alguns já não falam mais esta frase no final do Parabéns, outros a substituíram por “É crente, é crente, é crente, é crente... ABENÇOOO!!!

Ainda outros não cantam nem mesmo o “Parabens” por que não querem “Parar os Bens”

Desse jeito já não poderemos mais cantar com as crianças:

“Pescador de homens será – Rá
 Homens será – Tim
 Homens Será – Bum
 Quem a mim seguir! Rá – Tim – Bum!”

Sendo que sempre cantamos como mera expressão honomatopeica que reproduzia o som de algo caindo na água, como numa pescaria.

Pois bem, fiz a minha pesquisa e não achei nada de concreto nesta crendice, e nenhuma “maldição” persa, druida ou grega encontrei, com as palavras “Rá Tim Bum”.

Para quem quiser uma explicação mais detalhada, sugiro o site:

http://www.quatrocantos.com/LENDAS/415_ra_tim_bum_ratimbum.htm

Sendo assim, entendo que o tal boato não passa de mais uma crendice infundada!

Mas, afinal, qual é o problema?
Devemos crer em palavras mágicas com poder destrutivo na simples pronúncia, mesmo sem entendimento?
Imaginem quantas palavras da nossa língua têm um significado distorcido, se forem meramente pronunciadas em outros países?
Até quando o crente vai viver atemorizado, procurando mensagens subliminares enquanto gira velhos discos ao contrário?

Por acaso o crente deve temer maldições?
Abra a sua Bíblia em Provérbios 26:2 e leia:
“Como o pássaro que foge, como a andorinha no seu vôo, assim, a maldição sem causa não se cumpre”.

Queridos irmãos, não há mal algum em gritar o “Rá, Tim, Bum”!
Não permitamos que as nossas alegres e inocentes comemorações de aniversário sejam contaminadas com idéias tão nocivas!

E se alguém ainda tem medo do que “palavras poderosas” podem causar, eu transcrevo aqui o que escrevi em 14 de julho de 2009 no blog “Presbiterianos On Line”:

Devemos temer que “profetizem” males contra nós?

“O profeta que tem sonho conte-o como apenas sonho, mas aquele em quem está a minha palavra fale a minha palavra com verdade. Que tem a palha a ver com o trigo? - diz o SENHOR. Não é a minha palavra fogo, diz o SENHOR, e martelo que esmiuça a penha? Portanto, eis que eu sou contra esses profetas, diz o SENHOR, que furtam as minhas palavras, cada um ao seu companheiro. Eis que eu sou contra esses profetas, diz o SENHOR, que pregam a própria palavra, e afirmam: Ele disse. ” Jeremias. 23. 28-31.

Queridos irmãos, ninguém está autorizado a falar em nome de Deus, a não ser se estiver firmado na viva palavra de Deus que é a Bíblia Sagrada! Foi assim no passado, e é assim que deve ser! O profeta é apenas o mensageiro do Senhor, e não tem direito e nem o poder de formular castigos ou recompensas de sua própria vontade; e, mesmo no caso de ser uma palavra fiel, não é o profeta que deve ser temido, e sim Deus que envia os seus mensageiros para nos corrigir de nossos maus caminhos. Mas o medo e a aflição se afastam do nosso ser assim que arrependidos nos confessamos a Deus em oração, pois este mesmo Deus já tantas vezes tem demonstrado a sua misericórdia, não dando o castigo que merecemos, bem como nos amparando nas tentações e provações que é necessário que passemos. E não se esqueçam que só existe uma regra viva de fé e de prática que devemos temer: A Bíblia, e não os “profetas de plantão”! Deste modo, o crente não deve temer as coisas que nos são desejadas pelos outros, sejam eles crentes ou não, pois temos a certeza de que é Deus quem dirige os nossos passos e não a boca de nosso próximo. Prossigamos firmes na palavra de Deus que diz: “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”. Rm 8. 28.

Em Cristo, Pr. Sandro Márcio

11 comentários:

  1. E' interessante como a igreja anda procurando estes misterios como verdadeiros "caca fantasmas", esquecendo dos principios e mandamentos dados por Jesus.
    Ra tim bum e' apenas a imitacao do som das bandinhas do interios quando terminava uma cancao. prraaaaa (tarol) tim (pratos) bum (o tambor). Por que nao invesigam o que quer dizer: IDE POR TODO MUNDO? Um abraco Alexon

    ResponderExcluir
  2. ESTUDOS

    O Significado Verdadeiro da Palavra Rá-Tim-Bum
    Eu pesquisei a origem da palavra Rá tim bum, que é um termo brasileiro e não de origem Persa... caso contrário ela existiria em outros idiomas também. Nõ há nenhum fundamento (livros, instituições, etc...) sobre o texto. Segue abaixo um texto fundamentado na FAPESP, o maior órgão de pesquisa do nosso País. Abra este link abaixo, que é demorado, pois são 6,5 MB de texto... é gigante e lá está a nossa história, muito bonita... localize o termo “Rá-tim-bum”

    Conforme a pesquisa, não há nada que comprove esta teoria do RÁ-TIM-BUM significar maldição, lembrando que os textos que fazem referência a esse fato carecem de informações básicas tais como: livro extraído, data de publicação, não sendo assim, de fonte confiável.

    E se essa é uma palavra de encantamento dos magos Persas porque só existe no Brasil?

    Segundo o Dicionário Etimológico Nova Fronteira da Língua Portuguesa, a palavra RATIMBUM é uma onomatopéia, é a imitação de um som. Neste caso o som emitido por uma bandinha de circo ou uma fanfarra quando quer chamar a atenção sobre uma finalização de uma apresentação. A caixa faz TARARÁ!, os pratos fazem TIM!, e o bumbo faz BUM! - TARARÁ TIM BUM, para tornar a palavra mais curta e fácil de falar elipsaram o TARA... e ficou só o RÁ, RA-TIM-BUM, com três sílabas de bom efeito sonoro.

    Conforme pesquisa publicada na revista da FAPESP "é pique, é pique, é hora, é hora, é hora, rá-tim-bum", um bordão, incorporado no Brasil ao Parabéns a você, é uma colagem de bordões dos pândegos estudantes das Arcadas da década de 1930.

    "É pique, é pique" era uma saudação ao estudante Ubirajara Martins, conhecido como "pic-pic" porque vivia com uma tesourinha aparando a barba e o bigode pontiagudo."

    "É hora, é hora" era um grito de guerra de botequim. Nos bares, os estudantes eram obrigados a aguardar meia hora por uma nova rodada de cerveja – era o tempo necessário para a bebida refrigerar em barras de gelo. Quando dava o tempo, eles gritavam: "É meia hora, é hora, é hora, é hora" .

    "Rá-tim-bum", por incrível que pareça, refere-se a um rajá indiano chamado Timbum, ou coisa parecida, que visitou a faculdade – e cativou os estudantes com a sonoridade de seu nome. O amontoado de bordões ecoava nas mesas do restaurante Ponto Chic, com um formato um pouco diferente do que se conhece hoje:"

    "Pic-pic, pic-pic; meia hora, é hora, é hora, é hora; rá,já, tim, bum".

    Como isso foi parar no Parabéns a você?
    "Os estudantes costumavam ser convidados a animar e prestigiar festas de aniversário. E desfiavam seus hinos", conta o atual diretor da faculdade, Eduardo Marchi, de 44 anos, que relembrou a curiosidade em seu discurso de posse, dois anos atrás."

    Fonte: http://www.revistapesquisa.fapesp.br/Suplemento_USP_70_anos.pdf, páginas 56 e 57

    Encontrei outra confirmação em um site de ensino religioso.
    http://www.ensinoreligioso.seed.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=217

    Deus abençoe a todos vcs.

    Vagner Oliveira
    Tel.: (11) 2685-7458
    Cel.: (11) 8689-7221

    ResponderExcluir
  3. A maldição do Rá-Tim-Bum...

    Que história é essa de falar que o RÁ TIM BUM é maldição?

    Recebi mais um e-mail daqueles de 'rede', dizendo: SIGNIFICADO DE RATIMBUM.
    Aí vem um e-mail, dizendo que RATIMBUM é uma palavra mágica usada pelos magos persas da Idade Média, e que o significado é: eu amaldiçôo você! Ainda o parabéns significa: "É BIG É BIG (é grande, é grande), É HORA É HORA (neste momento, nesta ocasião): RÁ-TIM-BUM (EU AMALDIÇOOU VOCÊ), Fulano, Fulano, Fulano". E também, o programa da TV Cultura, Castelo Ratimbum, seria o "Castelo da Maldição".

    Gente, não sei quem é pior, se o analfabeto que escreveu o e-mail, ou quem acredita nele!

    1º - Quem que canta depois do parabéns: É BIG, É BIG, É BIG ?... é pique! não Big.
    Aliás, a historinha do pique, pique, (ou pic, pic) deve-se a um estudante que tinha este apelido. Até na Wikipedia tem esta história.

    2º - Qualquer dicionário etimológico (que traz o significado das palavras pela sua origem), relata que Ratimbum (ou Rá-Tim-Bum), também é parte folclórica de estudantes da USP dos anos 20. Ver: Matéria da Revista Pesquisa - Fapesp

    3º - O Castelo (produzido até 97), foi derivado de uma sequência de programas pedagógicos produzidos após 1989, que contém o programa Rá-Tim-Bum, (até 92), e a Ilha Rá-Tim-Bum (até 2004). O nome portanto, vem do primeiro programa que por ser para o público infantil trazia aé um bolo de aniversário na abertura para justificá-lo.

    Mais um artigo sobre Rá-Tim-Bum, no blog: A Livreira.

    Agora, tão infantil quanto cantar o inocente Rá-Tim-Bum, é acreditar na maldição dele não é!?

    Vamos trabalhar minha gente...

    ResponderExcluir
  4. Agradeço a todos que escrevem nesse blog, seja compartilhando opiniões a respeito dos temas levantados ou enviando perguntas. Infelizmente tive que deletar diversos posts que não tratavam do conteúdo do blog. Não se tratavam de posições contrárias, pois respeito a todos que pensam diferentemente de mim e não deleto seus comentários; desde que sejam educados, é claro. Mas sempre deletarei os comentários que fugirem à proposta deste blog que é a de fazer, responder e comentar respostas. Conto com a compreensão de todos!

    ResponderExcluir
  5. tenho 27 anos, todos os anos comemorando aniversário e cantando parabéns e o ratim bum, sou abençoada cada dia mais por Deus, eu e minha família também!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graças a Deus, não precisamos temer superstições!

      Excluir
  6. E quantas vezes Jesus comemorou aniversário? Oh melhor qual Apóstolo na Bíblia comemorou aniversário? E quais são os aniversários contidos na Bíblia? Qual foi o desfecho?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bíblia não ordena e nem proíbe comemorar aniversário! Pelo texto de Gênesis 40, que trata do aniversário do Faraó, podemos ver que foi o tempo certo de exercer justiça e misericórdia, condenando o padeiro e perdoando o copeiro; assim como no aniversário de Herodes, em Mateus 14,foi dia de bebedeira e injustiça, que culminou na morte de João Batista. Assim, a comemoração de aniversário não é boa ou má em si mesma e sim no uso que fazemos dela!

      Excluir
  7. Muito esclarecedor pra mim!
    Ja estamos em Abril/2018, e continua o boato Rá Tim Bum... Misericórdia!!!
    Obrigada Pastor e estendo meu agradecimento aos colaboradores.
    Deus abençoe a todos!!!

    ResponderExcluir
  8. É MUITO BABAQUICE ACREDITAR NISSO. AFFF HAJA PACIÊNCIA. QUANTA GENTE ANALFA

    ResponderExcluir
  9. Ainda que isto pareça óbvio a muitos, contudo, há pessoas sinceras que querem servir a Deus e estão confusas acerca de ideias tantas que são veiculadas. Precisamos ter amor e paciência para ajudá-las, do mesmo modo como precisamos de ajuda em nossas próprias dúvidas, que para outros podem parecer tolices.

    ResponderExcluir